Me, myself and Pop will eat itself

archives


Wednesday, May 29, 2002

 
[sugar pie honey bunch]

"Acredita em mim: tu é tão legal que, se tu tivesse uma banda, todos os cds que tu lançasse iam ter faixas-bônus escondidas".

Eu realmente gostaria de conseguir acreditar em elogios. Complicado, complicado.
posted by manu 1:41 PM

 
[question of taste]

Ele aí embaixo é o melhor. Vão lá ler o blog dele, pelamordedeus. Eu sou é amadora, o cara é profi.


posted by manu 1:19 PM

 
[before this river becomes an ocean]

Eu prometo, neste feriadão:

- Receber o amanhecer com dignidade e reverência;
- Dar selinhos em todos os meus amigos;
- Ver ao menos uma bandeca barulhenta;
- Só tomar drinks bregas, tipo Piña Colada;
- Comprar Suflair branco pra minha mãe;
- Escrever todos os e-mails e textos atrasados.

Sem mais para o momento, subscrevemo-nos.
posted by manu 1:04 PM


Tuesday, May 28, 2002

 
[just]

Estou de arquivos. O Charleston consertou. Isso porque ele é querido.
E eu não quero falar. Primeiro, porque tive um ótimo final de semana. O melhor final de semana de todo o ano, by the way.
Segundo, porque esse blog já começou a me causar problemas. Atire a primeira pedra o 'blogueiro' (desculpem) que nunca passou por isso.
E porque, como diz o Gustavo, 'It's a long way to the top if you wanna rockandroll'.
posted by manu 12:51 PM


Friday, May 24, 2002

 
[acabei de comprar]

Acho que nunca falei que adoro um jornalista chamado Nick Kent. Mas este provavelmente vai ser um post estúpido, porque textos que escrevo sobre pessoas que admiro sempre ficam uma merda. Bem, há uns 5 anos ele (o Nick) lançou esse livro, "The Dark Stuff" (o nome completo tá ali embaixo), e só agora comprei. Quando digo 'agora', I really mean it. O Nick escrevia para o Melody Maker, o NME e a Rolling Stone no período mais afudê do punk (bem, ele pegou o bonde andando, mas isso é outro papo). O prefácio que coloco aqui foi escrito pelo Iggy Pop Amém.

"I read this nasty book with an unusual degree of interest. I found it to have a kind of feverish effect. By the end of each chapter I experienced an exhausted, depressed feeling, coupled with a desire to relisten to the music of the artist/subject.
Such, I suppose, is the strange relationship between the repulsive and attractive poles of human beings. I love you, I hate you, you dissappoint me, you elevate me.
I needs to be mentioned that Mr Kent has a side to his history as sordid and generally unsavoury and sometimes downright hilarious as anyone described in this book.
An unlikely, ungainly figure, well over six feet tall, unsteadily negotiating the sidewalks of London and LA like a great palsied mantis, dressed in the same tattered black-leather and velvet guitar-slinger garb regardless of season or the passing of time, hospital-thin, with a perpetually dripping bright-red nose caused by an equally perpetual drug shortage, all brought to life by a wrist-waving, head-flung-back Keith Richards effect, and an abiding interest in all dirt. That's Nick Kent for you in the seventies and eighties. In short, a true rock'n'roller: someone who cared.
Which brings us to the end. It's hard to care anymore. The 'music industry' is fat and satisfied. They can buy anything, and turn anyone into a spiritual eunuch. That means no balls.
Yet, reading this creepy book, I wanted to hear the music again. I was interested. As for 'today's music industry' and its bed-mate 'music journalism', I just don't care anymore. How could I?"

- Iggy Pop's forward to The Dark Stuff - Selected writings On Rock Music, 1972-1993 By Nick Kent.

posted by manu 4:24 PM

 
[i love new yorke]

"You want me?
Well, fuckin' well come and find me.
I'll be waitin’
With a gun and a pack of sandwiches"

Esse recado tem destino certo. Para quem não sabe, é de 'Talk show host', do Radiohead.
posted by manu 4:18 PM

 
[rock action]

O final de semana. Amanhã é dia de piercing e tattoo. Wish me luck. Olhar apartamentos com a Carmela, café no Mc, cinema domingo.
Esqueci de contar: ganhei da minha mãe um livro chamado "Enquanto o amor não vem". Tadinha, são só os hormônios dela clamando por netos. lalala.
posted by manu 11:07 AM


Thursday, May 23, 2002

 
[when elliot meets gertie]

Eu só queria um abraço.
Mas, nessas maluquices em que a gente anda, acho que é até pedir demais.
posted by manu 3:52 PM

 
[a vida não é propaganda de margarina]

Hoje, estou explodindo em sabores de frutas.
Acordei às 4 da manhã, com sede. Tomei coragem (está friiiiiio), fui até a cozinha pegar água e um caco milimétrico de vidro entrou no meu pé. E dali não saiu, nem com reza braba, nem com pinça, nem ao som de Clara Nunes.
Desde então, estou acordada, resmungando e espirrando.
Se eu já viro Mutley quando durmo minhas 5 horas por noite, imaginem quando durmo uma hora e meia a menos.
Inclusive, tenho feito comentários em blogs alheios sobre obras como "Pollyanna moça".
Meu vizinho não me dá bola. Vou mandar ele segurar um espeto na chuva. Grunf.

Agora só falta eu me mudar para Sapucaia do Sul. Aí, sim, minha vida vira um glamour total.
posted by manu 8:40 AM


Wednesday, May 22, 2002

 
[Pete Townshend é o Wolverine do rock and roll]

Para manter a esperança e a calma estou em jejum de The Who. Ouvi "I can't explain" umas 15 vezes depois do almoço. Não me venham com outra coisa. E tu, Jordana Martini Colla... Ainda estou puta da cara, a brabeza só passa com cafuné redondinho.
:-)
Link para Leo de template novo. E falando mal de mim pelos cotovelos. hshshs

Sdt: "Playground love", do Air. Ô coisa mais linda essa trilha de "Virgens Suicidas".
posted by manu 2:25 PM


Tuesday, May 21, 2002

 
[momento mary poppins]

Mas a música é um treco lindo, mesmo.
"Vá ouvir Todd Rundgren, seu neofitozinho em rock and roll!!"
Ele é o Moby da década de 60. Explico: produtor de mão cheia, homem-banda, lindo e elegante e trilha sonora de trolholhentos comerciais.
(deu pra perceber que ontem chegou o tão alardeado Something/anything?)
Sério, a caixa é uma pérola. Dividida em quatro partes: a primeira, só canções pop, a segunda, só canções 'cerebrais' (temei, temei), a terceira é um show na sala dos fundos do max kansas city (a melhor parte) e a última, é no estúdio - com errinhos e tudo. E tem "I saw the light", "It wouldn't have made any difference" e "Hello, it's me".
Se eu pudesse ser uma mistura do mundo da música, eu queria ser a Marianne Faithfull, o Todd Rundgren e Keith Richards, todos juntos numa torta de creme.
:-)
posted by manu 4:53 PM


Monday, May 20, 2002

 
[have you ever fell in love on a sunday afternoon?]

Eu sim. E minha amiga também.
"Foi como quebrar os dentes". E agora descobri que a razão de toda uma vida é amanhecer no frio.

---

It's late at night. Basketball on TV; computer and fitness mags everywhere. Let me talk about love.
Do you remember that old TV series, Get Smart! You remember at the beginning where Maxwell Smart is walking down the secret corridor and there are all of those doors that open sideways, and upside down and gateways and stuff? I think that everybody keeps a whole bunch of doors just like this between themselves and the world. But when you're in love, all of your doors are open, and all of their doors are open. And you roller-skate down your halls together.
Let me try again. I'm not good at this.
Karla and I fell in love somewhere out there-I think that's the way it happens-out there. The two of you start talking about your feelings and your feelings float outside of you like vapors, and they mix together like a fog. Before you realize it, the two of you have become the same mist and you realize you can never return to being just a lone cloud again, because the isolation would be intolerable.
Karla and I would talk about computing and coding. Our minds met out in the crystal lattice galaxy of ideas and codes and when we came out of our reverie, we realized we were in a special place-out there.
And when you meet someone and fall in love, and they fall in love with you, you ask them, "Will you take my heart-stains and all?" and they say, "I will," and they ask you the same question, and you say, "I will," too.
There are other reasons Karla's lovable, too, reasons not so poetic, but just as real. She's like a friend to me, and we have all of these common interests-"mind meld"-whatever. I can discuss computers and Microsoft and that part of our lives-but we also have esoteric conversations that have nothing to do with tech life. I've never really had a friend this close before. And there's the nonlinear stuff: Karla's intuitive and I'm not, yet she's still on my frequency. She understands why yaki soba noodles in a plastic UFO-shaped container from Japan are intrinsically glorious. She scrunches up her forehead when she knows she's not explaining an idea as clearly as she knows she can, and she gets frustrated.
Anyway, I want to remember that love can happen. Because there is life after not having a life. I never expected love to happen. What was I expecting from life, then?
As I type this in, I feel small arms around my neck and a kiss on my jugular and I don't know, but I think I may be forgiven. I hope so because my forgetting the anniversary thing was an honest mistake. I'm new at this love thing.

----dan quotation from coupland's microserfs -

posted by manu 8:59 AM


Sunday, May 19, 2002

 
[as long as we can sail away]

depois de milênios, respondi todos meus e-mails pendentes. tava mais que na hora de passar um final de semana na frente do meu comps. instalei alguns programinhas novos, deletei uns 50 arquivos que só ocupavam espaço e escutei david gray, tu vê só.

estou arrumando minhas coisinhas pra cair fora, querendo um cigarro, um halls extra-forte, e um beijo do meu menino. senti vontade de dizer "oi".
posted by manu 12:51 PM


Friday, May 17, 2002

 
[A noite de ontem, menina normal que sou]

salada magistralmente preparada, Gilmore Girls, cd da Suite Number Five e casquinha no Mc Donald's perto das nove horas.

("porra, manu, teu blog tá parecendo... um blog!")
posted by manu 7:37 AM

 
[glimpse]

Ontem meu vizinho teve um surto.

Meu vizinho, para quem não sabe, é um garoto de 17 anos que está aprendendo a tocar guitarra desde que me mudei. Ele SÓ ouvia Beatles e Elvis Presley, o dia inteiro - e isso não é força de expressão. Sabe aquela fase linda da adolescência em que a gente fica fissurado por rock and roll e acha que "sabe tudo" e é muito profundo, coisetal. Pois é. A adolescência é chata e burra.

Ontem à noite, ele teve um piriri. Ou melhor, EU tive um piriri. Ele tava mostrando os mp3 dele pros amiguinhos e começou a tocar aquela chorna muito alto. Aí, a revelação: Iggy Pop, Ventures, Beach Boys, Ronettes, Supergrass, Kinks. O guri gosta de músicas espetaculares, resumindo.

Acho que quero casar com ele.

Sdt: "Never Ever" - All Saints. Porque não se pode ser sério aos 17 anos.
:-)
posted by manu 7:34 AM


Thursday, May 16, 2002

 
[silly little piece]

E então, outra tarde se indo.

Já disse hoje que o Santo Expedito é o santo mais legal de todos os tempos?

Ele é.

posted by manu 4:28 PM

 
Ladies and gentlemen we are floating in space

All I want in life's a little bit of love
To take the pain away
Getting strong today
A giant step each day
All I want in life's a little bit of love
To take the pain away
Getting strong today
A giamt step each day
I've been told
Only fools rush in
Only fools rush in
But I don't believe
I don't believe
I could still fall in love with you

I will love you till I die
And I will love you all the time
So please put your sweet hand in mine
And float in space and drift in time
All the time until I die
We'll float in space, just you and I
And I will love you till I die
And I will love you all the time
So please put your sweet hand in mine
And float in space and drift in time
All the time until I die
We'll float in space, just you and I

Baby I love you today
I guess that's what you want
And I don't know where we are all going
Life don't get stranger than this
It is what it is
And I don't know where we are all going

I will love you till I die
And I will love you all the time
Everything happens today
And we're out here in space
And I don't know where we are all going
Baby I love you today
I guess that's what you want
And I don't know where we are all going

posted by manu 12:00 PM

 
[isso você já conhece]

"Em 1952 Ernest Hemingay publicou na revista Life um longo conto entitulado O Velho e o Mar. Falava de um pescador cubano que não havia pescado nada ao longo de oitenta e quatro dias. O cubano fisgou um marlim enorme, matou-o e o atou ao lado do seu barquinho. Entretanto, antes de conseguir chegar com ele à terra, tubarões arrancaram toda a carne do esqueleto.
Eu morava em Barnstable Village em Cape Cod quando o conto foi publicado. Perguntei a um pescador profissional da vizinhança o que ele achava da história. Ele disse que o herói era um idiota. Deveria ter retalhado os melhores pedaços de carne para colocá-los no fundo do barco, deixando o resto da carcaça aos tubarões."

Isso é um pedacinho do prólogo do Timequake, do Kurt Vonnegut.

Basicamente, é isto. Cortar o peixe em postas. Jogar o resto fora.

posted by manu 8:41 AM


Wednesday, May 15, 2002

 
Ah, uma coisa: alguém aí sabe quem é o cara que faz o b.l.o.g da MTV?

Sério. Segunda, ele desenterrou Bob Geldof (desculpem), e ontem, Joy Division e New Order. Muito afu.

A Jô acha que é o Reverendo. Eu voto no meu saudoso Carlos Bêla. Alguém? Alguém?
posted by manu 12:58 PM

 
[comunicado especial]

Acabei de chegar ao emprego # 2. Desaba um temporal violento aqui em Porto Alegre, e eu não almocei ainda.

Estou sozinha na minha sala, e sorrindo pela primeira vez na semana. Falei com a Carmela de novo, ela é uma menina com borda recheada, mesmo. Sabe, não é uma menina qualquer. Ela está de aniversário dia 11. Acho que vou comprar o novo do Elvis Costello pra ela. Lembro dela comentar que andava com vontade de ouvir Chet Baker, que sempre é uma boa pedida.
(Ninguém pode saber, mas acho que hoje ela grava pra mim um cd com as músicas novas da Tom Bloch. Salivei.)

Voltando ao tópico "Mary Poppins". Soa patético, mas esses papos de "viver melhor" funcionam mesmo. No meu caso, que era uma junkie e virei uma panaca tomadora de bolinhas, mais ainda. Depois de velha (e anos após os trasherios todos) estou deixando de comer carne vermelha, fazendo yoga e tentando (pela milionésima vez, é verdade), parar de fumar.

Meu único medo é que eu acabe virando um cereal.

(Bom, que seja o Snow Flakes, que pelo menos tem açúcar).
posted by manu 12:31 PM


Tuesday, May 14, 2002

 
eu cresci na década DELES, entenda.

Where is my Mind?
You're smart, shy, and often nonsensical. You have dreams of being famous, and you're quirky enough that you just might pull them off. Some would call you a genius, others would call you insane, but in reality you're pretty well-adjusted. Take a vacation once in a while- it'll help take your mind off of your troubles.
Which Pixies song are you?


posted by manu 4:47 PM

 
[emo é preciso]

Sou a melhor amiga da Carmela há quase dois anos. Isso ficou institucionalizado desde a primeira vez que nos falamos ao vivo (sim, nos conhecemos via e-mail). Sabe o crack da bolachinha? Quando tu adora uma pessoa de cara e nem sabe explicar o motivo? Pois é.
Faz tempinho que não nos falamos ao vivo (hoje tá completando uma semana). Acabei de desligar o telefone (aliás, agora estou recebendo ameaças de morte por mensagem de celular. de novo.), era ela. Incrível como ela AINDA me entende, AINDA me tranqüiliza, AINDA me faz rir. E diz que tem saudades.

Luv ya, soul sis.

ps. Falando em irmã, a Jô tomou picada de abelha. E ela têm sido mais fofa do que o normal comigo. E quer me levar passear, ou tomar sorvete ou assistir La Femme Nikita. E é muito mais importante para mim do que ela imagina.

[/emo é preciso]
posted by manu 3:58 PM

 
ei, stalkers.

demoraram para aparecer, hein?

onde vocês estiveram nestes sete anos em que escrevo na internet?
posted by manu 12:58 PM


Monday, May 13, 2002

 
that sugar taste

Just My Imagination

Each day through my window I watch him as he passes by.
I say to myself, I'm so lucky he's so fly.
To have a boy like him is truly a dream come true.
Out of all the girlies in the world, he belongs to you.

But it was just my 'magination, running away with me.
Tell you, it was just my 'magination, running away with me.

Soon we'll be married and raise a family
Have a cozy little crib in the country with two children, maybe three.
I tell you, I can visualize it all, baby, ooh. It couldn't be a dream, cause too real it all seems.

But it was just my 'magination,
Running away with me. Running away with me, baby
Tell you it was just my 'magination,
Running away with me.

Every night on my knees I pray.
Dear Lord, (hear my plea.)
Don't ever let another take his love from me.
Or I will surely die.

Her love is heavenly heavenly
When her arms enfold me.
I hear a tender rhapsody.
But in reality, he doesn't even know me.

Just my 'magination, Ohh soo fly look out my window
Running away with me. It's running away with me, baby
Just my 'magination, running away with me
My baby, my sugar, my sweetie, look at my baby

posted by manu 9:38 AM

 
Lado B, ontem à noite: espetacular.

Quatro Jesus & Mary Chain, mesma quantidade de Charlatans, mais Stone Roses.

Bom, muito bom.
posted by manu 9:30 AM

 
saldo do final de semana

um litro de jack daniels+postirnor-2+aspirinas dominicais+coluna absolutamente detonada.

oh, deus. someone stop me. eu não estou nada orgulhosa, antes que alguém pergunte.

posted by manu 9:27 AM


Sunday, May 12, 2002

 
"Você já amou? Horrível, não? Você fica tão vulnerável, o peito se abre e o coração também. Desse jeito qualquer um pode entrar em você e bagunçar tudo. Você ergue todas essas defesas. Constrói essa armadura durante anos, pra que nada possa causar mal. Aí, uma pessoa idiota, igualzinha a qualquer outra, entra em sua vida idiota. Você dá a essa pessoa um pedaço seu. E ela nem pediu. Um dia, faz alguma coisa boba como beijar você ou sorrir. E, de repente, sua vida não lhe pertence mais. O amor faz reféns. Ele entra em você. Devora tudo o que é seu e te deixa chorando no escuro. Por isso, uma frase simples como 'talvez a gente devesse ser apenas amigos' vira estilhaços de vidro rasgando seu coração. Dói. Não só na imaginação ou na mente. É uma dor na alma, no corpo, uma verdadeira dor que entra em você e destroça por dentro.
Nada deveria ser assim.
Principalmente o amor" [Neil Gaiman - Retirado da edição #65 de Sandman]

posted by manu 10:46 AM


Friday, May 10, 2002

 
[killing in the name of]

Vocês já repararam que alguns nomes de bandas ficam horríveis, quando traduzidos? Eu lembro de alguns que, em especial, me decepcionaram bastante:

The Beach Boys
Led Zeppelin
Primal Scream
Green Day
Stone Temple Pilots
Kiss
Oasis
Pearl Jam
Creedence Clearwater Revival (esses se puxaram!)
Smashing Pumpkins (os campeões, vamos combinar).

Não tem nenhum critério a lista, é só gosto pessoal, mesmo... Se bem que, se a gente não discutir gosto, discutirá o quê?

Esses eu acho bons, in both ways.

U2 (lembro de que, quando descobri, achei o trocadalho bem bom. heh.)
Belle and Sebastian
Black Grape
Beatles
Velvet Underground
Teenage Fanclub
Chemical Brothers
Pulp
My bloody valentine
The Clash
Cornershop (hahaha)

hmmmmm... lista meio inútil, mas divertida de ficar cavocando nomes que me agradam (ou não). chega de tagarelice.

trilha sonora: rocks, do aerosmith. pode rir. mas é um discão. de 71, muito antes deles destilarem toda essa farofa de hoje em dia. "last child" e "sick as a dog" são tão rocks quanto o rock jamais sonhou em ser.
:-)
posted by manu 7:50 AM


Thursday, May 09, 2002

 
cinnamon girl




Eu nunca postei nenhum teste aqui. Mas eu já fui o Iggy, a Emília do Sítio do Pica-Pau Amarelo, a Barbie Harley-Davidson, "Hash Pipe", também namorei o Thom Yorke, me senti o Ferris Bueller e me achei a Shirley Manson. Mas ser o Neil Young... Ah, convenhamos. Vou dormir.

ps. 102 pessoas visitaram meu blog hoje. e ninguém falou necas. weirdo.
posted by manu 5:37 PM

 
[Say anything...]

Minha página inicial na Agência, no Anchieta e em casa.

Informação ultra-confidencial.

E a de vocês?
posted by manu 4:15 PM

 
E essa é trimmmassa: o Marcelo Benvenutti, de quem já falei aqui, tá lançando o livro dele, Vidas Cegas, dia 23.

O Benvas tem release e uma auto-entrevista lá no site da Livros do Mal. Eu li. Se eu fosse tu, lia tumém, que o cara é fera. Alguém aí lembra da Folha Mutante?

posted by manu 3:22 PM

 
Depois da desopilada do post anterior, vamos ao que interessa:

Excelente resenha do disco novo do Neil.

Banda afudê, dica do Mário Bross (Wry): Corporation:blend. É muito bom, tô ouvindo agorinha mesmo.

Depois tem mais (credo, que coisa mais sbt).
posted by manu 1:57 PM

 
[salvation]

Minha vida está salva. Quer ouvir o novo álbum do Neil Young, "Are you passionate"? Aqui.

:-)))

Nossa, que coisa linda.

Em tempo: emplastro poroso SABIÁ é tudo. E bom-dia, pra quem é de bom-dia.
posted by manu 10:36 AM


Wednesday, May 08, 2002

 
e antes que alguém pergunte, vou tomar sal grosso. na veia.

ô fase disgramida.
posted by manu 1:54 PM

 
[when i got the blues]

ei, sparkazul. tenho muito a dizer sobre o teu e-mail, comecei a respondê-lo, mas agora não posso completar. escute o psychocandy hoje, porque assim que eu consertar as minhas costas, sento na frente do computador de novo. nossa, faz muito tempo, hein? bah.

esqueci de comentar: o blog do presunto tá hilário. não pelo que ele posta, mas pelos comentários.

falando em comentários, a grande nova do dia: o gus gostou do anteprojeto. yay! ele é O cara, entendem? que alívio.

posted by manu 1:51 PM

 
[diga-lhe que caso]

tobias vincent maguire, o hômi aranha, pega a vaga numba two da lista por ter boquinha de gaveta e gosto musical apurado: sobre Old Man, de Neil Young - "It happens to be one of my favorite songs."

copy/paste

"old man", como todos os 03 leitores deste blog sabem, é a minha canção favorita de TODOS OS TEMPOS. e, como falei com minha irmã ontem, o tobey maguire é da mesma safra de beiços do patrick fugit, do quase famosos. adoro ele, adoro wonderboys, e sexta vou ver o spiderman, com certeza (believe the hype).

a questão é: não vou para a aula, hoje. vou para o médico. dei um mau jeito nas costas, eu acho, sei lá, estou toda quebrada e nenhum lugar é confortável. damn, porque será que só a clarah faz com que as reclamações dela fiquem engraçadas? eu deveria saber fazer isso, tu também - afinal, reclamar é a melhor forma de comunicação dos nossos tempos. dos outros também, hshshsh.

(só dói quando eu rio)

posted by manu 1:38 PM


Tuesday, May 07, 2002

 
Acabei de chegar ao fundo do poço.

Filei um Derby da faxineira do colégio.

Ok, ok. Vai passar.
posted by manu 5:41 PM

 
[E por aqui, vai...]

E então me caiu todos os butiá do bolso quando fui falar com a thais.

A thais é uma das minhas chefes. A do emprego que eu mais amo. Eu sou uma cagalhona, incrível. Vou acabar diminuindo minha carga horária na agência pra 16 horas semanais. que vergonha, hhshshs. De qualquer maneira, são sempre cinco horas de sono, e olheira sempre tive - acho trimmmassa, por sinal. Eu não largo o colégio de jeito nenhum, porque sou caxias (uiiiii, naftalina addicted) e não largo os empregos depois de um mês blablabla.

Chega chega desse assunto. Eu tenho leitores incrivelmente comunicativos. O que eu mais adoro do punknet são os garotescos "AEEE MANOELA, MUITO LEGAL TEU TXT>>> HEHEHEH". Mas esse de hoje veio da Usina de letras, do tempo em que postei alguns textos meus lá (pra vocês verem, já tive bem pior). Leiam a pérola que fez a alegria dos meus olhinhos hoje:

De : sesi268@uol.com.br
Para : mmcolla@terra.com.br
Cc :
Data : Tue, 7 May 2002 07:40:05 -0300
Assunto : Usina de Letras -- Contato do Leitor

Mensagem referente ao texto Gato preto, Plutão. Gato branco, Itálico. - Ensaios.
Estou realizando um trabalho de monografia para a conclusão do meu curso de LETRAS, e o assunto
é EDGAR ALLAN POE. Gostaria de sua colaboração quanto a material e análises já realizadas.

Aguardo resposta.


---

That´s it. Pessoas bem educadas, não? Leitores como a (?) sesi268@uol.com.br makes me wanna smoke crack. Não vou responder, e tenho certeza que o Poe me apoiava nessa.

As boas: o log do nix voltou. A carmela estreou na rádio, e eu perdi - mas ela gravou pra mim, e sei que tem um ouvinte maravilhoso chamado ronaldo. E ontem, no auge do meu mau humor, eu chego em casa às onze e meia da noite e um gatinho surge correndo e gruda na minha perna. E eu sentei no chão do saguão do prédio e fiquei ali com o gato. Era uma gata, na real, chamada Guadalupe. Pensei seriamente em levá-la pro apartamento, mas aí lembrei que não sei o que os kitties comem. Gato grande, vá lá, mas gato pequeno com fome não rola. E, no más, a Heleninha tá atualizando o asfixia regularmente (great), meu querido Alê cansou de viagem e o menino mais foda desde sempre, fotógrafo talentosíssimo e geek assumido bruno furnari, tá de domain. Bah, eu sou muito fã desse garouto.

E tô devendo e-mails pra meio mundo. Mas eu escrevo, eu sou moça que espera os rapagolas entrarem em casa antes de ir embora, compreendam.

Ei, alguém sabe onde posso comprar o cd do Thee Butcher's Orchestra?
posted by manu 2:58 PM


Monday, May 06, 2002

 
[superstylin']

retiro o que disse no post anterior sobre o sr. meu pai.

acabei de ligar para ele e ele estava... acordando.

rapaz, eu amo meu pai.

---

e então, amanhã é o dia de conversas definitivas, de mudar (ou não) a vida, de ter balls e largar o emprego que mais amei na vida.

a carmela anda dizendo que roubei dela o vírus do choro. roubei mesmo. como comentava com a jô ontem à noite, estou estranhando meus cada vez mais freqüentes ataques de chororô. pareço estar num interminável set de E.T. sábado foi de novo, e olha que eu estava na minha casa, com meu computador, minha mãe e todas minhas mp3 do velvet underground. ando meio estranha, numa abstinência de tudo, de todo mundo. sinto-me só passando, só passando pelas coisas, saca? o lance de escrever tanto sobre ônibus e metrô não é por acaso.

ao menos parei com as minhas fefecas de música de publicitário, de fazer campeonato comigo mesma de quantos assholes conseguia acumular em um mês, de encher a cara sempre.

estou sóbria, com os olhos tri abertos. e aí?

(o blog pede: precisa-se de posts engraçadinhos e/ou cínicos)
posted by manu 2:51 PM

 
estou doente. a gripe me pegou de novo.

tenho seminário hoje à noite e nem li o livro. estou com um sono fenomenal.

meu pai ia me chamar de fraca se lesse meu blog. e eu ia ser obrigada a concordar com ele.
posted by manu 8:30 AM


Friday, May 03, 2002

 
[vamos todos?]

Data: 03/05/02 02:05
De: TXTmagazine.com
Para: mmcolla@terra.com.br
Assunto: André Takeda na Semana Cultural da Livrarias Porto

Olá,

Notícia boa para quem é de Porto Alegre: dia 9 de maio, quinta-feira, eu estarei na Livrarias Porto do Shopping Iguatemi para um bate-papo sobre literatura, música e internet. E também estarei à diposição para autografar meu romance Clube dos Corações Solitários (Conrad Editora), que estará à venda no local.

Não perca.

Estarão presentes também Marcelo Orozco, lançando seu livro Kurt Cobain -Fragmentos de Uma Autobiografia (Conrad Editora), Daniel Galera, de Dentes Guardados (Livros do Mal), e Daniel Pellizzari, de Ovelhas que Voam se Perdem no Céu (Livros do Mal).

É dia 9 de maio, das 18h30 às 22h, na Livrarias Porto do Shopping Iguatemi, em Porto Alegre.

E mais: no mesmo dia, irá rolar uma conversa com os autores na Rádio Unisinos FM - 103.3, no horário do meio-dia. Fique ligado.

Até lá!

- André Takeda

ps da manu: alguém leu o livro do Orozco?? Vale os pilas?
posted by manu 10:57 AM

 
[i got my feet on the ground and i don't sleep to dream]

dois dias sem internet me fazem parecer uma menina cruel que não responde ninguém nem atualiza blog.

duas noites sem dormir me fazem ter a cabeça cheia e a mala pronta para embarcar hoje mesmo para twin peaks. para quem não sabe, chamo nova prata assim - e faz sentido.

Legal é o site da Not so Easy, uma banda do caralho. Legal é que estou levando minhas caixinhas de som. Legal é que tenho vários sorrisos guardados que serão entregues.

:-)

(este é o primeiro).

bom final de semana pra vocês.

ps. o show da superphones foi ótimo. a noite foi beeeeeem interessante.
posted by manu 10:55 AM


This page is powered by Blogger. Isn't yours?